quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Tio Patinhas e Inception

Inception (no brasil A Origem) foi O grande lançamento de sua época, e tanto a audiência como a crítica especializada ficaram pasmos com o quão original o filme era. Foi pioneiro em uma nova mecânica de histórias, com compartilhamento de sonhos e roubo através deles, limbo psicológico e o escape do subconsciente através de gatinhos específicos. São sem dúvida ótimos artifícios para a contagem de histórias, e que podem ser rastreados até Patinhas.



Em uma história de 2002 (The Dream of a Lifetime/Uma Vida de Sonho), 8 anos antes do filme de Christopher Nolan, Patinhas tem a sua mente sequestrada pelos Irmãos Metralha, que estavam tentando uma nova carreira de ladrões de sonho, e entram na mente de Patinhas para roubar a combinação para o seu cofre. Se isso lhe parece familiar, é por que é exatamente assim que Inception começa, basta trocar DiCaprio por cachorros falantes. Após estarem dentro da mente de Patinhas, os Metralhas tem dificuldades de diferenciar sonhe de realidade, novamente como no filme, em que se usam items especiais (ou 'totems') para separar sonho da realidade.




Quando Donald entra no sonho de Patinhas para ajudar, ele descobre uma maneira de lidar com os Metralhas. No filme, são utilizados "kicks" para forçar a saída, pois morrer ou sentir muita dor no sonho pode acordá-los. Na mente de Patinhas, eles fazem... exatamente a mesma coisa.



Para escapar do perigo, Patinhas começa a pular de sonho em sonho, mas como o personagem de Cillian Murphy, ele não consegue se lembrar do último sonho quando chega no novo. Já Donald é o invasor, assim como DiCaprio, então apenas ele pode se lembrar da progressão.



Mas inception é um thriller de ficção científica, esta é a chave de seu sucesso: utiliza conceitos metafísicos, como sonhos lúcidos (Lucid Dreaming), e os utiliza para 'abastecer' a ação. Os personagens não podem quebrar as regras, mas podem "imaginar uma arma maior", o que dificilmente é algo que você veria em um quadrinho do Tio Pat...

O que eu ia dizer mesmo?


E claro que alguns podem dizer: mas peraí, tem o Limbo! Bem, ao menos este é definitivamente um trabalho exclusivo do nosso gênio do mal favorito... Professor Pardal!



Todos estes trechos são da mesma história, e não um conjunto de painéis aleatórios feitos ao longo dos anos, e colocados juntos só para provar um ponto. Então temos também a esposa de DiCaprio que ainda está viva apenas em seus sonhos. E mesmo isso foi feito no quadrinho. Goldie é a antiga namorada de Patinhas, que pode até não estar morta, mas eles não se vêem já faz 50 anos. E... ela está no mundo dos sonhos por que Patinhas carrega uma grande culpa pela maneira como ele a tratou: ele a sequestrou e a atormentou. Mais ou menos como a culpa que DiCaprio sente, acreditando que ele matou a sua mulher, a quem ele sempre visita em seus sonhos.



Nolan nunca comentou sobre as semelhanças entre as duas histórias, provavelmente por que não há muito que ele possa dizer alem de "ahhhh... droga". Ele nunca mencionou de onde tirou a inspiração para o seu filme, imagino que seja por que "Eu devo tudo ao Pato Donald" seja meio embaraçoso de se dizer no discurso do Oscar. Nolan pode até 'não saber' de onde veio sua inspiração, mas nós certamente sabemos...

Fiquem ligados no blog para mais 4 invenções dos nossos patos favoritos.

Fonte: Cracked

14 comentários:

  1. Oi, Thiago.... blz?

    Essa históira é excelente mesmo.... eu tenho ela (acho q no "BIG 3")!!!

    Ainda espero um dia ver toda a obra de Barks e Rosa em encadernados de luxo!

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro essa história!
      Pois é, por enquanto só importado, as edições da Fantagraphics.

      Abraços

      Excluir
  2. Que matéria interessante você escreveu. Faz muito tempo que não assisto a filmes que nem sabia da existência desse.Quanto à essa história do Don Rosa, eu li e reli algumas vezes. Os roteiros do Don Rosa são excelentes. E a arte dele nem se fala. Uma combinação perfeita no mundo dos quadrinhos Disney.
    E assim como o Leo, espero ver toda a obra do Carl Barks e Do Don Rosa em encadernados de luxo em português, pois em outros países já foram lançados há anos. Só no Brasil é que continua no papel jornal.
    Tenha um bom dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Essa história do Don Rosa é muito legal mesmo. Pessoalmente, eu adoro as histórias dele, e essa é uma das mais legais e originais que eu lembro.
      Infelizmente não há previsão de que o papel daqui mude... =/ Fazer o que, né?

      Abraços!!

      Excluir
  3. muitoooo 10 que venha logo mestres disney encadernados de luxo

    ResponderExcluir
  4. Olá! Lembro que há tempos atrás esteou um filme aqui no Brasil com o nome de "A ORIGEM" que deu todo um rebuliço por ter vários elementos dessa história. Lembro de como alguns amigos de internauta comentaram por aí, principalmente na comunidade Disney do ORKUT.

    Não é de hoje que se pegam essas receitas de como entrar no mundo dos sonhos e se portar dentro deles para que as pessoas não morram ou para que elas acordem. A Hora do Pesadelo tratou disso. Verdade que a franquia foi enfraquecendo com o passar dos filmes, mas ao menos o primeiro e terceiro foram bons nesse assunto.

    Abraços. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A hora do pesadelo era muito legal. Mas realmente chega uma hora que o pessoal fica sem ideias.

      Abraços e tudo de bom pra você também!

      Excluir
  5. Ainda não assisti esse filme, mas parece ser muito bom! Essa história parece ser maravilhosa, os desenhos, o roteiro, tudo! Adorei a postagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história (do patinhas) é maravilhosa!!
      Que bom que curtiu o post, daqui a pouco tem mais um no estilo

      Excluir
  6. Já estou tão acostumado com os filmes dublados que nem percebi que A ORIGEM é esse mesmo filme que você mencionou. Ontem passou ele, pena que só peguei o finalzinho, bem finzinho mesmo.

    Abraços. Tudo de bom.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. huauhahuahua, eu nem me liguei que tinha nome em portugues. Estou tão acostumado a chamar de Inception, que pra mim esse era o nome e ponto.

      Excluir
  7. Já vi o filme e gostei. Mas não achei "aquilo tudo" que diziam antes da estréia. O problema, acho, foi o excesso de "hype" sobre a obra. No geral, claro, bom filme. Mas fiquei foi curioso mesmo quanto a essa HQ! Adoro o velho mão de vaca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hype demais é sempre um problema. Tento controlar isso pra evitar a decepção depois.
      Se você ainda não leu essa HQ, vai ali no INDUCKS e ve onde foi publicada aqui no brasil e corre atrás, por que é muito boa!!!

      Excluir